segunda-feira, 25 de junho de 2012

BARES SÃO UMA EMPRESA OU BANDIDOS?


Preciso de uma ajuda

-Gostariam de saber quantos bares existem em Maringá?
-Com este dado, gostaria de uma ajuda para fazer uma pesquisa de quantas pessoas trabalham registrados ou fazem free lance
-Quanto o município arrecada de imposto de todos os bares
-Quantas famílias dependem ou reforçam seu orçamento com os empregos em bares
-E o mais estranho, alguém conhece algum dono de bar rico?

·         Sei que muitos bares usam da música de maneira fútil e exploradora, mais porque que alguns bares que usam seu espaço para intervenção cultural, boa música, aproxima a arte da população, são perseguidos pelas autoridades?
·         É revoltante que a cidade não apóie compositores locais, os estabelecimentos que por muito menos faz o trabalho do governo municipal, onde os mesmos geram empregos.

·         Gostaria de saber quanto uma igreja gera de renda para a cidade?

·         Não digo às pessoas que fazem parte, mais a empresa igreja, qual a vantagem social e cultural para a cidade?

- Todo mundo sente prazer em dizer que é um empresário.
Eu Discordo, todo mundo não, eu e acredito que todo o dono de bares não sente prazer
Somos classificados pelos “formadores de opinião”, os incríveis Maringaenses como dispensáveis, um incomodo para a sociedade, muitos dos que condena esse ramo de empreendimento são empresários de contrabando, servidores públicos que se aproveita do nosso dinheiro.

·         Sugiro que exista uma lei onde qualquer estabelecimento comercial seja liberado para que bandas toquem até 10 horas da noite, desde que a banda seja autoral, e que o couvert cobrado seja totalmente direcionado para a banda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário